qualquer coisa

Não deixa o short morrer, não deixa o short acabar

Eu tenho um short que comprei no Aliexpress. Não tem nada demais, o short – é de um jeans clarinho e desfiado nas barras. Mas, eu gosto muito desse short. Primeiro porque o tamanho era exatamente o meu tamanho (o que me faz crer que sou tamanho chinês). Depois porque ele é confortável à beça: o tecido é molinho, não me aperta e não sobra em lugar nenhum, o zíper não fica abrindo. Por essas razões, eu já usei muito  esse short. Muito mesmo.

Acontece que a qualidade de um short chinês que custou aproximadamente 30 reais não é exatamente ótima, como qualquer um já poderia prever. A cada lavagem, a barra desfiada comia um pouco mais do comprimento do short e, se hoje isso não acontece mais, é porque a barra já chegou nos bolsos e não tem mais como subir. O resultado disso é que quando visto o short lá está ela. Sim, ela. A polpa da minha bunda. Não é uma bunda grande a que eu tenho, mas ela apenas não consegue mais caber no que restou do meu short e um pedaço dela fica lá, aparecido.

Então, um dia desses, eu decidi que chega, é o fim: não dá mais para sair com esse short de casa. A minha bunda tá aparecendo. Nós não queremos isso. Vamos priorizar os shorts que não foram devorados pelo tempo, os shorts que ainda abarcam a totalidade popozal. E aí eu passei um tempo sem levar o menino short chinês para as ruas.

Mas eu não sou uma pessoa que consegue desapegar. Todas as vezes que eu vestia o short para ficar em casa, lembrava de como ele era confortável. Até que eu decidi que ele ter encolhido não é um motivo suficientemente bom para que eu abandone a minha vontade de usa-lo. Afinal, se a minha bunda não está me incomodando, por que devia limitar a circulação do que eu quero vestir?

É claro que eu sei que todo mundo tem o direito de não ter que ver a minha bunda. Assim como ninguém tem a obrigação de olhar para ela. Enfim, é só um pedaço de bunda. Meu short vai sair de casa quando ambos estivermos de acordo – eu e ele. Perdão, transeuntes, se a minha bunda os ofende.

(para encerrar, 01 inspiração)

Advertisements

Comente

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s